Blog da PR

Poemas para as MÃES

Posted on: maio 5, 2009

Por que Deus permite que as mães vão se embora?
Mãe não tem limite.
É tempo sem hora,
luz que não apaga quando sopra o vento
e chuva desaba,
veludo escondido na pele enrugada.
água pura, ar puro, puro pensamento.

Morrer, acontece com o que é breve
e passa sem deixar vestígio.
Mãe, na sua graça,
é a eternidade.
Por que Deus se lembra (mistério profundo)
de tirá-la um dia?…
Fosse eu rei do mundo,
baixava uma lei:
“Mãe, não morre nunca.
Mãe ficará sempre junto de seu filho.
E ele, velho embora,
Será pequenino feito grão de milho”

Carlos Drummond de Andrade – Para Sempre

flores

Mãe…São três letras apenas
As desse nome bendito:
Também o céu tem três letras
E nelas cabe o infinito

Para louvar a nossa mãe,
Todo bem que se disser
Nunca há de ser tão grande
Como o bem que ela nos quer

Palavra tão pequenina,
Bem sabem os lábios meus
Que és do tamanho do CÉU
E apenas menor que Deus!

Mário Quintana

flores

Minha mãe, minha mãe, eu tenho medo
Tenho medo da vida, minha mãe.
Canta a doce cantiga que cantavas
Quando eu corria doido ao teu regaço
Com medo dos fantasmas do telhado.
Nina o meu sono cheio de inquietude
Batendo de levinho no meu braço
Que estou com muito medo, minha mãe.
Repousa a luz amiga dos teus olhos
Nos meus olhos sem luz e sem repouso
Dize à dor que me espera eternamente
Para ir embora. Expulsa a angústia imensa
Do meu ser que não quer e que não pode
Dá-me um beijo na fonte dolorida
Que ela arde de febre, minha mãe.

Aninha-me em teu colo como outrora
Dize-me bem baixo assim: — Filho, não temas
Dorme em sossego, que tua mãe não dorme.
Dorme. Os que de há muito te esperavam
Cansados já se foram para longe.
Perto de ti está tua mãezinha
Teu irmão. que o estudo adormeceu
Tuas irmãs pisando de levinho
Para não despertar o sono teu.
Dorme, meu filho, dorme no meu peito
Sonha a felicidade. Velo eu

Minha mãe, minha mãe, eu tenho medo
Me apavora a renúncia. Dize que eu fique
Afugenta este espaço que me prende
Afugenta o infinito que me chama
Que eu estou com muito medo, minha mãe.,

Vinicius de Moraes – Poesia completa e prosa

flores

Natureza – é das Mães a mais bondosa,
Com Filho algum, impaciente –
Seja o mais frágil ou o mais indócil –
Admoesta suavemente.

No Bosque – e também na Colina –
É pelos Viajantes ouvida,
Ao refrear o Esquilo afoito,
Ou do Pássaro a arremetida.

Agradável é a sua Conversa
Que a Tarde de Verão embala –
Os que A cercam, Seus convivas –
E, por fim, quando o Sol resvala –

Entre as Aléias a Sua Voz
À tímida oração convida
Não só o minúsculo Grilo,
Mas a Flor mais desenxabida.

Quando todos estão dormindo
Ela se afasta o suficiente
Para acender as suas Lâmpadas –
E do Céu, então, pendente –

Com uma Afeição infinita
E desvelo ainda maior –
O Dedo de Ouro aos lábios –
Silêncio ordena – em derredor.

Emily Dickinson – Tradução Lúcia Olinto

flores

Teus filhos não são teus filhos,
São filhos e filhas da vida,
Desejosa de si mesma.
Não vem de ti mas através de ti.
E, embora estejam contigo,
não te pertencem.
Podes dar-lhes teu amor
Mas não teus pensamentos,
Pois eles têm os
próprios pensamentos.
Podes abrigar seus corpos
Mas não suas almas, porque elas
Vivem na casa do amanhã,
Que não podes visitar
Nem sequer em sonhos.
Podes esforçar-te em ser
como eles,
Mas não procure fazê-los
Semelhantes a ti.
Porque a vida não retrocede,
Nem se detém no ontem.
Tu és o arco do qual teus filhos,
Como flechas vivas, são lançados.
Deixa que a inclinação em
tua mão de arqueiro
seja para a alegria…

Gibran Khalil Gibran

Anúncios

2 Respostas to "Poemas para as MÃES"

A seleção de texto está T U D O!
Amo o do Drummond e do Quintana. O da Elisa Lucinda não conhecia. Muito bonito… Amei. Parabéns!

ficamos felizes com sua visita!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

maio 2009
S T Q Q S S D
    jun »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Estatísticas

  • 41,329 visitantes

Dra. Relva - Blog Oficial

Páginas

%d blogueiros gostam disto: